Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos

13319808_818674824931026_4264127492488442441_n

Quando pensamos em Warcraft, para os mais velhos, esse nome sempre vem acompanhando de muita nostalgia. A franquia teve seu primeiro jogo em 1994, com o titulo Warcraft:Orcs & Humans, com elemento em grande parte inspirados no D&D ( Dungeos e Dragons ), o jogo não foi apenas um sucesso mas teve uma evolução ao longo do tempo, passando pelo o conceito de um jogo de estrategia em tempo real para um mundo virtual e de finalmente chegando ao cinema como uma grande produção, muito aguardada pelos fãs.

WC2_Tides_UI_0137785-Warcraft_II_-_The_Dark_Saga_[NTSC-U]-1wc3ftp11_3QW54SBC

Pensando em um titulo que passou por tantas mudanças e transformações ao longo de 21  anos, é normal uma legião de fãs ter grandes expectativas com o game, já que o mundo de Warcraft contem um mitologia bem vasta com muitos, mundos, raças e habilidades. É praticamente impossível passar toda essa historia e sentimento que o jogo deixa para um fã, em apenas 2 horas de filme.

Infelizmente se percebe que a Blizzard, não se preocupou muito ao conquistar “não jogadores” e pessoas que não estão familiarizadas com um mundo de tanta magia e uma trama aonde bem e mal não estão definidos, você tem simpatia por Orcs e Humanos, duas raças, ambas com proposito e problemas, do lado dos Orcs temos uma busca por sobrevivência a todo custo, junto com um mago manipulador em busca de poder, do lado dos humanos temos a busca de pessoas que apenas querem defender o seu lar e um conflito de sentimentos. Para quem não esta acostumado com esse tipo de narrativa e não ter um lado claro para quem torcer em vários momentos do filme, isso pode deixar as coisas um pouco confusas ou até mesmo frustrante.

O primeiro filme de Warcraft mostra que a Blizzard entende seu publico e sabe que ele cresceu envelheceu e precisa de certa forma reconquistar ele de maneira diferentes, para os nostálgicos será um ótimo filme, para os fãs que viveram World of Warcraft, ele deixa muito a desejar e infelizmente para quem nunca viu nada a respeito e apenas quer ver um bom filme, esse tipo de narrativa não atende.

Bookmark the permalink.